Basquete

Noções Básicas do Basquete

 O Jogo

O objetivo central do basquetebol é fazer cesta no time adversário, ou seja, fazer com que a bola passe por dentro do cesto adversário. Você pode fazê-lo de várias maneiras, tais como: arremessando a bola (jogando a bola com as mãos), enterrando (forçando a passagem da bola, com as mãos, pelo cesto) ou tapeando (dar um tapa na bola fazendo-a cair no cesto), de acordo com as regras descritas abaixo.

 O jogo começa no circulo central quando, o árbitro, joga a bola ao alto fazendo a disputa de salto entre as equipes. O jogo, atualmente, ocorre em 4 períodos de 10 minutos cada. O cronômetro desse tempo deve parar a cada saída de bola ou parada do jogo (quando a bola estiver “morta”). O árbitro deve sinalizar a mesa a parada do cronômetro.

A equipe só pode começar um jogo se os padrões do mesmo forem cumpridos. São eles:

1. Ter no mínimo 5 jogadores aptos a jogar e no máximo 12 jogadores (7 reservas) aptos a jogar.

2. Deve ter um técnico, e se o time preferir um assistente de técnico.

3. Deve também possuir um capitão do time.

4. Deve ter um uniforme com uma cor predominante e uma segunda cor caso necessite trocar em função de a outra equipe se utilizar da mesma cor.

 
As Faltas (Contato Físico)

No basquetebol, todo e qualquer contato físico que influencie na jogada, sendo de ataque ou defesa, é falta.

Quase toda a vez que o defensor toca no atacante é falta, mas a falta é dada apenas se o toque for relevante em relação ao jogo ou se for agressiva. Para um marcador não fazer falta ele deve ficar com certa distância do atacante para prever sua jogada e deve também manter seus braços erguidos ou abaixados.

Um jogador também não pode: empurrar, abraçar, cotovelar, segurar o atacante, sendo que estes também não podem ser feitos para o defensor.

Para todos estes tipos de faltas existe uma penalidade. Em caso de uma falta convencional, ou seja, um simples contato físico durante o jogo; o árbitro sinaliza a falta, o cronometro é interrompido e é dada uma reposição de bola de fora da quadra. Simplificando: É dado um lateral ao time que sofreu a falta. Mas isso é apenas durante o jogo normal, durante uma troca de passes, infiltração ou um movimento qualquer. Agora, se a falta ocorrer durante um ato de arremesso, ai então é dada uma bonificação, os lances livres.

Lances Livres: Se o jogador tomar a falta durante o ato de arremesso e converter a cesta (o movimento de arremesso precisa ter início antes do apito soar), então valem os pontos e é dado um (1) lance livre de bonificação; Se tomar a falta, mas não converter a cesta, aí é dado dois (2) lances livres; e se o arremesso for para três pontos e não convertidos, é dado aí três (3) lances livres.

Mas nem todas as faltas são feitas pela defesa. As faltas também podem ser de ataque, como dito antes. O jogador em posição ofensiva não pode forçar sua passagem (provavelmente em direção a cesta) sobre o corpo do adversário. Por exemplo, eu estou lhe marcando e você tenta passar reto por cima de mim usa a força do corpo. Isso é uma falta de ataque, e quando ocorre é dada uma reposição de bola pela lateral para o time adversário.

E como sempre, toda a regra tem uma exceção. Existem também as faltas anti-desportivas. São aquelas falta mais graves, que vão contra o espírito esportivo do jogo como por exemplo, dar um soco no adversário, jogar a bola de propósito com força sobre um jogador, esse tipo de coisas. Nestes casos a penalidade é diferente: É dado dois lances livres mais uma posse de bola na lateral  para o time que sofreu a falta.

Após 5 faltas pessoais, o jogador que as cometeu deverá ser substituído e não poderá voltar a jogar naquele jogo. Após 4 faltas coletivas (em cada período) quase todas as seguintes serão convertidas em lances livres.

Regras de Drible
Essa é uma regra um pouco complicada. A caminhada. A regra diz que você pode dar 2 tempos de passos, mas há algumas regras para esta regra. Em primeiro lugar, antes de picar (quicar) a bola, ou seja, quando você recebe um passe de bola, não se pode dar nenhum passo. Deve-se picar (quicar), passar ou arremessar a bola. Digamos que depois de picar (quicar) você pare a bola com as mãos, agora você não pode mais picar (quicar). Você está com os dois pés no chão; pode estabelecer-se um pé de apoio, ou seja, se você fixar um dos dois pés você poderá mover livremente o outro. Digamos agora que você fixa o outro pé e tira do chão o antigo apoio, VOCÊ JA USOU DOIS PÉS PARA APOIO, e se você encostar o outro no chão terá usado três apoios, o que não é permitido!!! Isso é caminhar. Se o árbitro apitar a caminhada, será dada uma reposição de fora da quadra (lateral) para o oponente.

Mas o esquema dos passos não é a única restrição. Você também não pode: picar (quicar) a bola, pegá-la com as mãos e picá-la (quicá-la) novamente; Não pode picar (quicar) a bola com ambas as mãos juntas; Não pode apoiar a bola por baixo, ou seja, conduzir a bola levando a mão sob a bola. Todos estes aspectos são considerados drible ilegal e tem a mesma penalidade da caminhada.

 

Regras de Tempo em Quadra

Falando sobre tempo…:

1. No 1º e 2º períodos pode-se solicitar 2 tempos de 1 min. No total, no3º e 4º período, 3 tempos de 1 min.

2. Os intervalos entre cada período são de 2 minutos, mas entre o 2º e 3º há um intervalo de 10 ou 15 minutos.

3. Não é permitido ficar dentro do “garrafão” por mais de 3 segundos com ou sem posse de bola.

4. Não é permitido ficar (com a bola) mais de 8 segundos na zona (lado da quadra) de defesa.

5. Após os 8 segundos mencionados acima, você tem 24 segundos (totais) para arremessar a bola (zona de ataque).

6. Quando há um marcador a menos de 1m de distância do atacante, o mesmo, não pode segurar a bola por mais de 5 segundos parado sem conseguir sair da marcação.

 

rebote basquete
REGRAS…

O jogador deve locomover-se batendo a bola no chão. Dar passos sem batê-la ou segurá-la por mais de 5 segundos é considerado violação, assim como tocar a bola com a perna ou pé. No basquete há limite de faltas por equipe e por jogador. A partir da quinta falta acumulada por uma equipe no período, o adversário tem direito a lances livres a cada nova infração. Quando um jogador faz cinco faltas, é desclassificado, mas pode ser substituído.

 

 Táticas de ataque no basquete

 

A quadra de basquete tem 28 metros de comprimento por 15 metros de largura. As cestas ficam fixadas em estruturas a 3,05 metros do chão nas extremidades da quadra. Quando a bola cai na cesta do campo adversário, o time ganha 2 pontos. Se o arremesso for feito antes da linha situada a 6,25 metros da cesta, ganha 3 pontos.

 

Termos e gestos técnicos

Assistência

Assistência é um passe certeiro que encontra outro companheiro de equipe, livre de marcação, e acaba convertido numa cesta. Para os americanos, o jogador que faz assistências é mais importante até que o cestinha da equipe (jogador com maior número de pontos por partida de uma equipe).

 

Drible

Drible de progressão – Utilizado fundamentalmente para sair de uma zona congestionada e avançar no terreno.

 

Drible de proteção – Serve, fundamentalmente, para abrir linhas de passe e para garantir a posse de bola. É um tipo de drible, que face a uma maior proximidade do defesa, o jogador tem de dar maior atenção à proteção da bola.

 

Passes

O passe tem como objetivo a colocação da bola para um companheiro que se encontre em melhor posição, para a criação de situações de finalização ou para a progressão no terreno de jogo.

Existem vários tipos de passe: peito, picado, por cima com 2 mãos, lateral com 1 mão, por trás das costas, etc.

Passe de Peito

Como o nome indica, com a bola à altura do peito esta é arremessada frontalmente na direção do alvo. Neste movimento, os polegares é que darão a força ao passe e as palmas das mãos deverão apontar para fora no final do gesto técnico.

Determinantes técnicas:
– Colocar os cotovelos junto ao corpo;
– Avançar um dos apoios (pés);
– Executar um movimento de repulsão com os braços;
– Executar rotação dos pulsos;
– Após passe, ficar com as palmas das mãos viradas para fora e os polegares a apontar para dentro e para baixo;
– Dirigir o passe para baixo (solo) e para  frente;

 

Passe de ombro

É utilizado nas situações que solicitam um passe comprido. A bola é arremessada como no arremesso de uma bola no beisebol. É um tipo de passe com uma trajetória tensa (sem arco), e em direção ao alvo.

Determinantes técnicas:
– Segurar a bola com as duas mãos e por cima do ombro;
– Colocar o cotovelo numa posição levantada;
– Avançar o corpo e a perna do lado da bola;
– Fazer a extensão do braço e finalizar o passe para as distancias maiores.

Passe por cima da cabeça - É usado quando existe um adversário entre dois jogadores da mesma equipe.

Determinantes técnicas:
– Elevar os braços acima da cabeça;
– Avançar um dos apoios;
– Executar o passe com o movimento dos pulsos e dos dedos.

 

Expressões utilizadas

Duplo-Duplo (doble-doble)

O desempenho de um jogador numa partida de basquete é avaliado conforme três quesitos: Números de pontos marcados durante a partida, assistências efetuadas e rebotes. É dito que um jogador obteve um duplo-duplo quando conseguiu 10, ou mais, em dois desses quesitos. O nome duplo-duplo é devido ao jogador ter atingido dois dígitos em dois requisitos.

 

Triplo-Duplo
O jogador obtém um triplo-duplo quando conseguir 10, ou mais, nos três quesitos!
Conheça as marcações da quadra de basquete.

 quadra basquete 

Quem é quem

O basquete pode ser jogado apenas com dois jogadores. Entretanto, os jogos de basquete organizados incluem dois times compostos de cinco jogadores cada um. Cada time pode ter mais que cinco jogadores, mas só cinco podem estar em quadra de cada vez.
O treinador do time determina quando os jogadores entram ou saem do jogo. Os jogadores reservas entram no jogo por meio de um processo chamado substituição, que somente ocorre quando o jogo parar, como durante um intervalo ou quando o árbitro marca uma violação.

Cada jogador de um time é classificado em uma posição. Há cinco posições em um time tradicional:

 posicionamento basquete

Vejam estas Jogadas…